Postagens

Mostrando postagens de Novembro 11, 2012

Ferido por corrente que o prendia, orangotango tem perna amputada

Imagem
Marvel, de 4 anos, foi operado em centro veterinário de Sumatra, Indonésia.
Devastação de mata do país, um dos raros habitats da espécie, é ameaça.






Um orangotango de 4 anos de idade batizado de Marvel teve a perna esquerda amputada após permanecer anos preso por uma corrente sendo criado como animal de estimação na Indonésia.
Ele foi operado em um centro do Programa de Conservação do Orangotango da Sumatra (SOCP, da sigla em inglês) em Batu Mbelin, na Sumatra do Norte, e já passa bem.
A Indonésia perdeu metade de sua área de florestas nos últimos 50 anos, o que significa uma ameaça à rara espécie primata. Sua população selvagem no país é calculada entre 50 mil e 60 mil espécimes, que são constantemente encontradas em situações de conflito ou de risco próximo a vilas ou cidades.
Marvel é levado no colo por um dos tratadores no centro especializado de Batu Mbelin (Foto: Binsar Bakkara/AP) O orangotango já passa bem e está sendo mantido no centro (Foto: Binsar Bakkara/AP)

Elefante de Sumatra pode ser extinto em menos de 30 anos, diz WWF

Imagem
Segundo organização, restam menos de 2,8 mil indivíduos na ilha indonésia.
Queda na população é de 50% desde 1985.O elefante de Sumatra, uma das ilhas que formam a Indonésia, desaparecerá "em menos de 30 anos" se ninguém impedir a destruição de seu habitat natural, advertiu nesta terça-feira (24) a organização de proteção do meio-ambiente WWF.
"Restam apenas de 2.400 a 2.800 elefantes de Sumatra em estado selvagem, o que representa uma queda da população de 50% em relação a 1985", indicou um comunicado do WWF.
"Os cientistas acreditam que, se a tendência atual prosseguir, os elefantes de Sumatra desaparecerão em estado selvagem em menos de 30 anos", acrescenta a organização mundial.
O animal está protegido por uma lei indonésia, mas é vítima da destruição acelerada de seu habitat natural: a selva da ilha de Sumatra, no noroeste do arquipélago indonésio, está cada vez mais limpa para abrir espaço às plantações de palmas ou para áreas agrícolas…

América Central quer combater o comércio de barbatanas de tubarão Prática deve ser penalizada em países banhado Medidas servem para preservar animais marinhos.

Imagem
Países que integram a Organização de Pesca e Aquicultura da América Central (Ospesca) divulgaram nesta segunda-feira (23) que tomarão medidas para combater a pesca de tubarões e a retirada das barbatanas, com a finalidade de proteger as espécies e evitar o comércio ilegal.
Ações preventivas serão realizadas nos 5.750 km de costa, que compreende o Mar do Caribe e o Oceano Pacífico, indicou a instituição da qual fazem parte países como Guatemala, El Salvador, Nicarágua, Honduras, Costa Rica, Panamá e República Dominicana.
Segundo Mario Gonzalez, diretor da Ospesca, a primeira atitude para coibir a prática foi a proibição do corte da barbatana. Na última semana, Colômbia e Costa Rica concordaram em perseguir e punir aqueles que praticam este método. Ele explicou ainda que o foco será proteger a espécie da prática ilegal. O quilo da barbatana chega a custar U$ 200 no mercado internacional.
Barbatanas de tubarão são vistas em comércio da cidade de Hong Kong, na China. Améri…

Órgão internacional recomenda redução da exportação de animais Comércio de cavalos-marinhos, corais e golfinhos deve ser reduzido. Orientação é da Convenção sobre Comércio de Espécies Ameaçadas.

Imagem
A Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e da Flora Silvestres (Cites) pediu nesta quarta-feira (21) que algumas espécies aquáticas, como corais, golfinhos, tubarões e cavalos-marinhos, sejam mais protegidas.
Em comunicado, a secretaria da convenção informou que 150 especialistas, reunidos entre 15 e 20 de junho passados, recomendaram cotas de exportação "prudentes" para certas espécies, como os cavalos-marinhos do sudeste asiático, os mariscos do Pacífico e os esturjões do Mar Cáspio.
Além disso, o Comitê de Animais da convenção recomendou que as exportações de golfinhos que vivem nas Ilhas Salomão sejam restritas a 10 por ano. O comitê examinou ainda o comércio de serpentes e de tartarugas na Ásia, o de répteis em Madagascar e o de escorpiões e pássaros africanos.

Voo de helicóptero mostra roubo de petróleo no sul da Nigéria Engenheiros da Shell e reportagem da BBC mostraram sinais de operação arriscada que causa mortes frequentes.

Imagem
A reportagem da BBC sobrevoou a região do delta do rio Níger, no sul da Nigéria, onde o problema de roubo de petróleo dos oleodutos já causou muitas mortes. Assista ao vídeo.
A Nigéria e um dos maiores produtores de petróleo do mundo, mas o país poderia exportar muito mais se não tivesse tantos problemas de segurança na região onde o petróleo é extraído.
Os moradores da região usam martelos e brocas e conseguem romper os oleodutos. Dessa forma, eles roubam o petróleo cru e refinam o produto de forma muito rudimentar, em grandes recipientes.
A operação é perigosa, explosões acontecem quase que diariamente e frequentemente causam mortes.
Voo de helicóptero mostra roubo de petróleo no sul da Nigéria (Foto: AP) O governo da Nigéria criou uma força tarefa com militares e policiais para enfrentar o problema, sem muitos resultados.
O refino ilegal também causa muita poluição e a Shell, a maior companhia que atua na região, admite que suas operações poluem a área.

Jambalaya do Livro: Delícias de Frango da Editorial Verbo

Imagem
Ingredientes:
Para 4 pessoas

2 colheres de sopa de óleo 250 g de cubos de carne de frango sem pele 250 g de chouriço de carne em bocados 2 hastes de aipo picadas 1 pimento vermelho picado 1 chávena de arroz agulha 200 g de tomate pelado em cubos 3 dl de caldo de galinha folhas de aipo para guarnecer Para a mistura de especiarias Cajun 1 colher de chá de pimenta preta em grão 1 colher de chá de sementes de cominhos 1 colher de chá de sementes de mostarda branca 2 colheres de chá de paprika 1 colher de chá de piripiri em pó ou pimenta-de-caiena 1 colher de chá de orégãos secos 2 colheres de chá de tomilho seco 1 colher de chá de sal 2 dentes de alho finamente picados 1 cebola em fatias Confecção:

Comece por preparar a mistura de especiarias Cajun.
Frite em seco e sobre lume bra…

A RODA DOS ALIMENTOS

Imagem
Conheça o que mudou na nova Roda dos 

Alimentos e aprenda a comer de uma forma mais variada, equilibrada e completa.

A Roda dos Alimentos é um instrumento de educação alimentar destinado à população em geral.
Esta representação gráfica foi concebida para orientar as escolhas e combinações alimentares que devem fazer parte de um dia alimentar saudável.
Utilizada desde 1977, como parte da Campanha de Educação Alimentar “Saber comer é saber viver”, a Roda dos Alimentos sofreu recentemente uma reestruturação, motivada pela evolução dos conhecimentos científicos e pelas alterações nos hábitos alimentares portugueses.

Mantendo o formato circular original, associado ao prato vulgarmente utilizado às refeições, a nova versão subdivide alguns …

Filhós de Flor ou de Forma ou Cuscuréis Beira Baixa Do Livro: Festas e Comeres do Povo Português

Imagem
Ingredientes: 250 grs de farinha 1 colher de café de canela 1 pitada de sal fino 2,5 dl de leite 6 ovos 1/2 cálice de aguardente raspa de limão azeite para fritar açúcar q.b. canela q.b. Confecção : Peneira-se a farinha, a canela e sal para uma tigela.
Misturam-se à parte o leite, os ovos inteiros, a aguardente e a raspa de limão e juntam-se à farinha, ligando bem, sem bater, para evitar que a massa fique elástica.
Deixa-se descansar pelo menos meia hora.
Aquece-se o azeite (ou óleo), mergulha-se a forma no azeite e deixa-se aquecer bem..
Escorre-se a forma o mais possível e introduz-se na massa devendo esta cobrir apenas os lados da forma sem nunca passar sobre a parte superior.
Mergulha-se a forma no azeite e deixam-se as filhós alo…